Vôlei: Campeonato Paulista Feminino começa nesta quarta

A bola sobe nesta quarta (23) para a edição 2020 do Campeonato Paulista Feminino de Vôlei. A competição conta com seis equipes (São Paulo/Barueri, Renata Country Club/Valinhos, Osasco São Cristóvão Saúde, São Caetano, Sesi Vôlei Bauru e Pinheiros). A competição seguirá todos os protocolos de segurança e não terá a presença de torcedores para evitar a disseminação do novo coronavírus (covid-19).

A rodada de abertura terá três confrontos na noite desta quarta-feira. Às 19h, em Bauru, o Sesi Vôlei Bauru enfrenta o Pinheiros, às 19h30, em Barueri, o São Paulo/Barueri, atual campeão, terá pela frente o Renata Country Club/Valinhos, e às 20h, em Osasco, o Osasco São Cristóvão Saúde jogará contra o São Caetano.

Ao todo, a fase de classificação, entre 23 de setembro e seis de outubro, terá 15 jogos em turno único. As quatro equipes com melhor campanha farão as semifinais, com cruzamento olímpico (primeiro contra quarto e segundo contra terceiro). A partir das semifinais, os duelos serão decididos em dois jogos, com definição no golden set (set extra jogado em caso empate após o segundo jogo). A final também será em dois jogos com golden set.

Osasco São Cristóvão Saúde

Maior vencedor do torneio, com 15 títulos, o Osasco São Cristóvão Saúde faz a primeira partida do Paulista de 2020 com a responsabilidade de ser um dos principais favoritos ao título. A maior novidade no plantel é o retorno da oposta Tandara. Também foram contratadas para a temporada 2020/2021 as ponteiras Tainara Santos, Sonaly e Gabi Cândido, as centrais Mayany e Camila Paracatu, a levantadora Naiane e a oposta Karine Schossler.

Enquanto isso, a base do time da temporada passada foi mantida. O técnico Luizomar de Moura continua contando com a levantadora Roberta, a central Bia, a líbero Camila Brait e a ponteira Jaque. Completam o elenco a líbero Kika, a levantadora Amanda e a central Karyna Malachias.

Sesi Vôlei Bauru

Campeão em 2018 e melhor time paulista na última edição da Superliga, o time do Sesi Vôlei Bauru chega para a edição deste ano dividindo o favoritismo com o Osasco. Foram sete contratações: a levantadora Carol Leite, a central Mara, a oposta Pamela, as ponteiras Suelle, Vanessa Janke e Mari Cassemiro e a líbero Brenda Castillo. Mas, por problemas burocráticos, a líbero dominicana, considerada uma das melhores do mundo na posição, ainda não está no Brasil e será desfalque na estreia desta quarta-feira contra o Pinheiros. Além dela, a central Mayhara, que se lesionou em um treino, também é desfalque.

Ao lado da Mayhara, outras cinco jogadoras renovaram contrato: a levantadora Dani Lins, a central Adenízia, a oposta Polina Rahimova, maior pontuadora da última edição da Superliga, a líbero Julia Machado e a ponteira/oposta Tifanny.

O técnico Anderson Rodrigues também segue mais uma temporada no comando da equipe. No dia 12 de setembro, a equipe já fez um primeiro teste para a temporada. Foi um amistoso na Arena Minas, em Belo Horizonte, contra o Itambé Minas, que acabou com placar de 3 sets a 0 para as mineiras.

São Paulo/Barueri

Além de acabar a Superliga 2019/2020 em sexto lugar, o São Paulo/Barueri entra no Estadual para defender o título e com uma equipe bem diferente. Algumas jogadoras deixaram a equipe. As principais foram a levantadora Juma e a oposta Lorenne, que defenderão o Sesc RJ/Flamengo, e a ponteira Tainara, que é reforço do Osasco São Cristóvão Saúde.

Dia de estreia é momento de quê?! De conhecer o elenco do nosso São Paulo F.C./Barueri para a temporada 2020/21! Preepara!✨✨ 🔴⚪️⚫️ 📸Flávio Gomes #1 Dani Terra – Líbero 1,68 #2 Diana – Meio 1,91 #4 Maira – Ponta 1,85 #5 Glayce Kelly – Ponta 1,85 #6 Nyeme – Líbero 1,75 #7 Lorrayna – Oposta 1,86 #8 Jheovana – Ponteira/Oposta 1,91 #9 Kisy – Oposta 1,89 #10 Lorena – Meio 1,90 #11 Karina – Ponta 1,79 #12 Larissa – Meio 1,88 #13 Jacke – Levantadora 1,74 #14 Kenya – Levantadora 1,85 #15 Duda – Levantadora 1,85 #16 Carol – Ponta 1,92 #18 Dani Seibt – Meio 1,88 Comissão Técnica: Técnico – José Roberto Lages Guimarães Assistente Técnico – Wagner Luiz Coppini Fernandes Auxiliar Técnico – Alexandre Santos Gomes Preparador Físico – Caique Bonafe Botelho Naipe e Eduardo Fernando Cianci Gomes Médico: Julio Cesar Carvalho Nardelli Responsável Fisioterapeuta – Fernando Alves Fernandes Fisioterapeuta – Daniel Hideki Kan Estatístico – Luciano Tavares Lima e Fabio Rafael Simplício @hummelbrasil @zinzaneoficial @baruerivolleyballclub

Uma publicação compartilhada por São Paulo FC/Barueri (@saopaulo_barueri) em

Cinco reforços vieram do Pinheiros, a ponteira Karina Souza, as levantadoras Lorrayna Silva e Kenya Malachias e as centrais Daniela Seibt e Lorena Viezel. Já a ponteira Glayce Vasconcelos foi trazida do Bauru, enquanto Duda chegou do Bradesco. Seguem no elenco a levantadora Jacke Santos, a oposta Kisy Nascimento, as centrais Diana Alecrim e Larissa Besen, as ponteiras Maira, Carol, Jheovana Sebastião e Moara Silva e as líberos Dani Terra e Nyeme Costa. O técnico tricampeão olímpico José Roberto Guimarães segue no comando da equipe.

Pinheiros

Após finalizar a última Superliga na nona posição, o Pinheiros, que tem seis títulos do estadual, efetivou como técnico o antigo auxiliar Reinaldo Bacilieri. Da última temporada, seguem as ponteiras Priscila Souza e Sabrina Groth, a líbero Letícia Pekena e a oposta Edinara Brancher.

Foram contratadas as levantadoras Yael Catiglione, Ana Cristina Porto e Thayane Cabral, as ponteiras Alexia Cocco, Natália Monteiro e Mariana Basso, as centrais Gabi Martins, Adriani Vilvert, Nandyala Gama, Gabriela Martins e Janaína Vieira, a oposta Kimberley Brito e a líbero Keyla Alves. Nos últimos meses, o clube também promoveu a base para o time principal, com a levantadora Isadora, a central Lorena, as opostas Marina e Lorrayna e as pontas Natália e Sabrina.

São Caetano

Depois de finalizar a Superliga 2020/2021 em último lugar com 21 derrotas em 22 jogos, a equipe do ABC parte para uma temporada repleta de desafios. O São Caetano abre o Estadual com um plantel de 16 jogadoras. Apenas três estiveram no clube na temporada passada, a levantadora Lia Vitória, de 20 anos, e as pontas Isabella Teixeira e Eduarda Amaral. O técnico Fernando Gomes, que também é um dos remanescentes da temporada passada, disse que elas treinaram apenas uma semana para a competição: “A preparação não esteve nem perto da ideal. Mas vamos tentar fazer o melhor”.

Renata Country Club/Valinhos

O Valinhos, que foi rebaixado dentro de quadra na edição passada da Superliga, chega ao Paulista com um elenco de 13 jogadoras: as centrais Gabi Pena, Flávia Gimenes e Leticya de Souza Paulo, as ponteiras Maria Eduarda de Oliveira, Isadora Magrini e Giorgia Fanganiello, as ponteiras/opostas Lohayne Endres e Gabrielle das Graças, as levantadoras Maria Luiza Faesarella Gonçalves, Mikaella Costa e Isabella Guedes e as líberos Luisa e Silva e Janaína da Silva. Apenas duas jogadoras continuaram no clube desde a última temporada, a ponteira/oposta Duda e a central Gabi Pena, que se recupera de lesão e não participa do Estadual.